A Evangelização Inclusiva

A Evangelização Inclusiva
21/11/2013

Inclusivo, qual o significado? Segundo o dicionário português Priberam [1], "inclusivo" é um adjetivo e significa que inclui, que abrange. As pessoas com necessidades especiais na Igreja e na sociedade precisam de inclusão, para fazer parte do grupo, e serem aceitos. E a Igreja não pode ficar de fora desta inclusão, e sim, recebê-los no grupo, orientando à membresia e qualificar uma equipe para trabalhar com eles, incluindo-os na Casa de Deus.

O censo 2010 do IBGE reforça desafio do Brasil em dar uma vida digna aos deficientes [2]. Ao todo, 45 milhões de brasileiros disseram ter algum tipo de deficiência, ou seja, quase 24% da população. São pessoas que apresentam algum grau de dificuldade de enxergar, ouvir ou com uma deficiência motora, por exemplo.

Diante deste quadro, há uma luta pela inclusão social destas pessoas, seja no comércio, nos estudos, no trânsito e em órgãos governamentais e não governamentais. Há uma ação educacional humanística que envolve os deficientes denominada "educação inclusiva" que é democrática [3], amorosa mas não piedosa, que percebe o sujeito em sua singularidade e que tem como objetivos o crescimento, a satisfação pessoal e a inserção social de todos.

A Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Brasil, através da CGADB, preocupada também com esta população especial, lança o projeto de "Evangelização Inclusiva: O cuidado da igreja com as pessoas de necessidades especiais". Conheça, então, os obreiros responsáveis pela elaboração e execução do projeto no Brasil e seus principais objetivos.

EQUIPE DE OBREIROS

Pr. Josualdo Mendes Dreger – GO
Pr. José Dantas Barreto - DF
Pr. Isaac Miranda Carneiro – DF
Pr. Vanderly Tavares Ferreira – DF
Ev. Marcelo da Silva Costa - DF
Diana Xavier – DF
Maria de Jesus Sousa de Oliveira – DF
Pr. José Carlos Ramos dos Santos – DF
Pr. Tatiane Dourado Oliveira dos Santos - DF

OBJETIVOS PRINCIPAIS

> Cada Igreja deverá fazer um levantamento das pessoas com necessidades especiais nos bairros ou na sua área de atuação para classificar os tipos deficiência para melhor organização dos voluntários para o trabalho evangelístico.

> Cada igreja deverá fazer adequação no projeto arquitetônico para acessibilidade como: Calçadas, Banheiros e assentos.

> Implantar em eventos evangelísticos e cultos oficiais da Igreja pessoas habilidades em linguagem de sinais

> Dar suporte e treinamentos, capacitação e equipamentos específicos para os voluntários da Igreja para atuarem nas diferentes áreas de necessidades especiais;

> Confeccionar folhetos e artigos evangélicos em braile.

Edição de Texto: Pr Márcio Batista
Foto: Getty Images

Fonte:
[1] http://www.priberam.pt/dlpo/inclusivo
[2] http://www.deficienteciente.com.br/2011/11/censo-2010-reforca-desafio-do...
[3] http://www.deficiencia.no.comunidades.net/index.php?pagina=1115276908
Disponível em http://www.adnacopa.com.br/site/images/stories/Forum/III__Forum.pdf. Acesso em 21 de novembro de 2013.

Comentar

15 + 1 =
Para evitarmos "spams". Resolva esta simples operação matemática. Exemplo: 1+3, digite 4.