#ieadjonahistória: Uma flor no jardim do Mestre

#ieadjonahistória: Uma flor no jardim do Mestre
15/04/2021

Flora lembra a primavera e as fragrâncias de flores. Para a menina nascida em Itajaí, no dia 24 de novembro de 1920, o nome Flora foi mais do que apropriado.
 
Flora de Oliveira aceitou Jesus em Joinville, na década de 1940, quando a IEADJO era liderada pelo Missionário Virgil Smith. Com oito dias de crente deu seu primeiro testemunho e com 15 dias de fé já atuava como professora substituta para a classe das jovens. Além de professora da Escola Bíblica Dominical, a irmã Flora participou cantando nos corais da igreja e tocando clarinete na Banda “Clarins do Senhor”.
 
Nossa irmã também teve presença marcante no início da congregação do Bairro Boa Vista, Zona Leste da cidade. Nos anos 40 do século passado, Flora e mais alguns irmãos pioneiros realizavam os cultos na casa da irmã Leonora Sell. Naquele tempo o acesso ao local era difícil e muitas foram as perseguições contra os crentes. Mas perseverança dos servos de Deus fez nascer ali uma próspera congregação.
 
No Boa Vista, a irmã Flora foi recepcionista, professora da Escola Dominical por muitos anos e até dirigente da igreja por um período. Na foto em destaque, a pioneira estava sendo homenageada pelo Departamento da Escola Dominical da IEADJO, no II Encontro de Colaboradores da Escola Dominical (ENCOED), em outubro de 1981. Na ocasião, ela recebia do Pastor Satyro Loureiro, uma singela homenagem pelo esforço em prol do Reino de Deus na terra.
 
Sem dúvida, Flora durante sua vida de serviço ao trabalho do Mestre cooperou e testemunhou do seu amor de Deus. No nome e na vida cristã foi bom “perfume de Cristo” (II Coríntios 2.15). No dia 24 de fevereiro de 2004, o Senhor Jesus recolheu sua flor do jardim de Deus!

Por Mario Sérgio de Santana – presbítero, professor, historiador e editor do blog Memórias das Assembleia de Deus.

Demétrio Daniel dos Santos Ferreira
Obreiro da IEADJO, Locutor na Rádio 107,5 FM. Jornalista - MTB SC 6144 JP

Comentar

8 + 9 =
Para evitarmos "spams". Resolva esta simples operação matemática. Exemplo: 1+3, digite 4.