#ieadjonahistória: Adorino Camilo - da mineração para a Glória Eterna!

#ieadjonahistória: Adorino Camilo - da mineração para a Glória Eterna!
26/08/2021

Adorino Manoel Camilo nasceu no dia 03 de fevereiro de 1933, em Laguna. Ainda jovem foi trabalhar na mineração no sul do estado e converteu-se na Assembleia de Deus em Criciúma, em 1957, e logo foi batizado nas águas.
 
Na obra de Deus, Adorino começou como cooperador da Escola Bíblica Dominical e dos cultos ao ar livre. Algumas vezes se aventurou no louvor formando dueto com sua esposa, irmã Cecília, na antiga igreja na Mineração em Içara. Chegou a dirigir a congregação na Mineração por 12 anos, trabalho que abarcava além de Içara, as localidades de Pedreira e Barra Velha.
 
Aposentado da mina e com uma família numerosa para criar, Camilo se mudou para Joinville, no fim da década de 1960, em busca de novas oportunidades de emprego e renda. Nesse período, o Pastor Artur Montanha liderava a IEADJO e conhecia o estilo dinâmico do ex-minerador.
 
Sendo assim, Adorino iniciou seu ministério em Joinville pastoreando a congregação de Km 4. Estudioso da Palavra, considerava a Escola Dominical um dos maiores cultos da igreja e pelo seu empenho na área do ensino exerceu a Superintendência da Escola Bíblica Dominical na IEADJO. Na área social, atuou como presidente da antiga Sociedade Assistência Social e Educativa Deus Proverá - SASEDEP.
 
Também dirigiu as congregações de Boa Vista, Espinheiros, Costa e Silva e Iririú. Sua paixão pelas almas o levou a cooperar nas Campanhas “Evangelismo Mundial Maranata” e “Cristo é a Resposta”. Em meio aos trabalhos desenvolvidos recebeu em 1979, o batismo com o Espírito Santo que tanto almejava. Batizado com fogo e poder, logo Camilo foi separado ao presbitério e ao cargo de Evangelista.
 
Em meio às lidas do ministério, gostava de estudar a Bíblia e ler livros de teólogos assembleianos renomados como Antônio Gilberto, Abraão de Almeida, Elienai Cabral e Emílio Conde. Depois dos estudos anotava num rascunho e dava as folhas manuscritas para um dos filhos datilografar.
 
Adorino Camilo é lembrado como um obreiro totalmente envolvido com a igreja. Ensinava, orava, visitava os enfermos e aconselhava a todos. A última congregação que liderou foi a de Pirabeiraba. No início de 1985, enquanto se dirigia para uma reunião de obreiros, sofreu um acidente automobilístico. Foi o modo que Deus usou para conduzir seu amado servo para a Vida Eterna.

Por Mario Sérgio de Santana – presbítero, professor, historiador e editor do blog Memórias das Assembleias de Deus.
 

Demétrio Daniel dos Santos Ferreira
Obreiro da IEADJO, Locutor na Rádio 107,5 FM. Jornalista - MTB SC 6144 JP

Comentar

4 + 12 =
Para evitarmos "spams". Resolva esta simples operação matemática. Exemplo: 1+3, digite 4.